sexta-feira, 29 de março de 2013

Resumo da última Assembleia dos Estudantes da UC

Na quarta feira, dia 27/03 às 18:30hs, foi realizada a Manifestação dos Alunos da UC e UGF em frente a sede da Galileo Educacional, localizada na Rua Sete de Setembro, n° 66 - Centro. No mesmo lugar, às 19hs, foi iniciada uma Assembléia com os estudantes, onde foi deliberada uma passeata até o campus Gonçalves Dias, que é próximo à sede da Galileo, com o objetivo de convidar os alunos que estivessem assistindo aulas a participar da Assembléia dos Estudantes, informando e esclarecendo para aqueles que ainda não sabiam, a situação da faculdade.

A passeata seguiu até o campus da Gonçalves Dias e chegando lá, fomos surpreendidos por seguranças da faculdade, fato que NUNCA existiu dentro da unidade. Os alunos foram impedidos de entrar nas salas de aula, sobre a alegação de estarem fazendo "baderna". Os estudantes ficaram parados na escada do 1° andar da unidade, onde está localizada a secretaria. Alguns minutos depois, a Coordenadora Suzana Aquino apareceu para falar com os alunos, que sequer se apresentou e não perguntou qual era o objetivo dos alunos, continuando a impedir a subida dos alunos. Nesse momento, todos os alunos ficaram indignados com o tratamento prestado pela coordenadora e os seguranças (Em relação aos seguranças, esses só recebiam as ordens e estavam desempenhando o seu trabalho. Não usaram da força e não foram desrespeitosos com os alunos). A partir disso, iniciou-se uma discussão com a Coordenadora, que ratificou a decisão de impedir a subida de qualquer aluno e que estavam atrapalhando a ordem do campus.

Mediante esse fato, os alunos decidiram fazer a assembléia no saguão do campus, em frente aos elevadores.   Os alunos que estavam nas salas de aula foram saindo, informando que as aulas foram encerradas a pedido da Coordenadora Suzana Aquino devido a movimentação dos alunos no saguão. Muitos dos alunos que desceram não quiseram participar da Assembléia, inclusive os professores que estavam nas salas. Somente alguns ficaram e participaram. Apesar disso, não ouve desmotivação por parte dos alunos, pelo contrário, só aumentou o comprometimento, motivação e a mobilização com o movimento.

Foram deliberados os seguintes pontos durante a Assembléia:

-Manutenção da Greve Estudantil e mobilização dos alunos para as próximas Assembléias e Manifestações;
-Próximas Assembléias nos dias 04/04 e 09/09, ambas às 18h no Campus Gonçalves Dias, para discutir os rumos do movimento.

Portanto, fica registrado os fatos que ocorreram na última Assembléia Geral dos Estudantes da UniverCidade.
Abaixo estão algumas fotos e vídeos da Assembléia:




Um dos cartazes que foram colocados na Gonçalves Dias



No centro, Letícia Portugal, Presidente do DCE-UC, e Rômulo Sena, Diretor Financeiro do DCE-UC




Para quem ainda desconhece a situação da faculdade ou acredita no primeiro boato que aparece no Facebook, segue o link de duas postagem do nosso blog que esclarecem e informam tudo o que está acontecendo.

Publicação 1: "Galileo Educacional: Não dá mais!"http://dce-uc.blogspot.com.br/2013/03/galileo-educacional-nao-da-mais.html

Publicação 2: "Esclarecimentos sobre a Galileo Educacional" - http://dce-uc.blogspot.com.br/2013/03/esclarecimentos-sobre-galileo.html


Lembramos que no dia 01/04, a Galileo Educacional tem que apresentar o plano de reestruturação administrativa e acadêmica das faculdades, que foi exigido em despacho publicado no Diário Oficial pelo Ministério da Educação (MEC)(link abaixo). Dia 03/04 acontecerá uma audiência com o Ministro da Educação, com representantes da UC, UGF, UNE e UEE, afim de solucionar esse problema que estamos enfrentando novamente. Dia 04/04 será votado na ALERJ o relatório da CPI do ensino superior privado, onde está pedindo intervenção do MEC na UC e UGF. Uma grande manifestação está programada para este dia, em apoio à aprovação do relatório. Portanto, a próxima semana será decisiva para os rumos do  movimento do Alunos, Professores e Funcionários das duas instituições.
http://www.jb.com.br/rio/noticias/2013/03/27/crise-nas-universidades-grupo-galileo-tem-ate-inicio-de-abril-para-se-explicar/


Vamos continuar MOBILIZADOS e UNIDOS nesse movimento contra a Galileo Educacional.
Vamos a luta!




Perfil do DCE-UC no Facebook:
https://www.facebook.com/dce.univercidade
Email do DCE-UC:
dceuc2012@gmail.com


"Saudações a quem tem coragem"

terça-feira, 26 de março de 2013

Esclarecimentos sobre a Galileo Educacional

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UniverCidade, vem por meio desde, fazer alguns esclarecimentos referentes à algumas notícias e "boatos" que circulam entre os alunos, principalmente via Facebook.


1 - Em relação aos pagamentos das mensalidades:
Pagar ou não a faculdade nessa situação que nos encontramos é um verdadeiro dilema.
Quando entramos na faculdade, firmamos um contrato onde pagamos o valor "xx" para termos  aulas "xx" dias na semana, com carga horária "xx", totalizando no máximo "xx" créditos e mais outras coisas. Esse contrato foi inúmeras vezes quebrado unilateralmente por parte da faculdade devido a sua mantenedora, Galileo Educacional, não cumprir com suas obrigações. É fato que ninguém quer pagar a faculdade, sabendo que não vai assistir as aulas por causa desse descaso da Galileo com os Professores e Funcionários. Já fizemos várias consultas a advogados da OAB e todos foram unânimes: Devemos continuar pagando a faculdade, continuando a cumprir nossa parte no contrato, não ficando inadimplentes e para que possamos entrar na justiça afim de processar a Galileo Educacional, mantenedora da faculdade. Esse processo pode ser de forma coletiva ou individual. Cada aluno pode ter sido prejudicado de várias formas diferentes pela Galileo, entrando nesse caso a ação individual. De forma coletiva e individual, podemos entrar com um processo de ressarcimento das mensalidades pagas durante o período de greve, entre outros. 
Essa semana vamos conversar com alguns advogados para formular o nosso processo contra a Galileo Educacional.

2 - Crise financeira da UniverCidade e dificuldade por parte da Galileo Educacional em pagar os Professores e Funcionários:
A Galileo assumiu na CPI que as faculdades possuem juntas uma dívida de R$ 900 milhões. Diante disso, a mesma publicou um comunicado no site http://www.ceciliabahia.com.br/ esclarecendo as dívidas que levam a todo esse montante. Abaixo está o comunicado na íntegra:
Trecho da publicação que está no site http://www.ceciliabahia.com.br (Essa publicação está no final da capa do site)
1. O passivo da Galileo foi reestruturado e está sendo pago;
2. Do montante da dívida, R$ 261 milhões estão inseridos no programa federal de refinanciamento para instituições de ensino superior, com parcelamento em 180 meses, sendo que deste 90% será quitado através de bolsas de estudos.
3. Outros R$ 459 milhões em débitos tributários estão provisionados. Trata-se de previsão contábil por serem alvo de ações judiciais em curso. A causa é líquida e certa a favor das duas instituições, pois se defende a imunidade tributária garantida pela Constituição a entidades filantrópicas. Ou seja, as duas instituições estarão desoneradas desse “débito”.
4. Portanto, o saldo devedor que está sendo reestruturado e já sendo pago pela Galileo Educacional é de R$ 190 milhões.
Ainda nesse comunicado, a Galileo afirma que possui em ativos R$ 1,6 Bilhões.Abaixo está o trecho da publicação: 
5 – O grupo Galileo Educacional totaliza cerca de R$ 1,6 bilhão em ativos, divididos da seguinte forma:
a)  Imóveis, que somam R$ 890 milhões.
b)  Máquinas e equipamentos de tecnologia, no montante de R$ 90 milhões
c)  Ativos recebíveis no valor de R$ 250 milhões.
d) Mais de um 1 milhão de metros quadrados em terrenos entre a Barra e Santa Cruz.

Lembrando que todas essas afirmações foram logo após o depoimento do Diretor-Presidente da Galileo, Alex Porto, à CPI. Nesse dia, ele não soube responder NENHUMA pergunta dos deputados sobre o estado que se encontravam as faculdades, passando VERGONHA e deixando os deputados indignados com a situação.

Em relação a dificuldade em pagar os professores e funcionários, acho que esse comunicado acima é bem esclarecedor: Esqueçam esse "boato" de FALÊNCIA. Não existe dificuldade em pagar, o que existe é um ROUBO DESCARADO do nosso dinheiro por parte da Galileo Educacional. Isso é FATO.

3 - Proposta de pagamento aos Professores:
Essa foi a mais recente proposta feita pela Galileo de pagamento dos salários aos Professores enviada a UC e UGF:

1) A proposta é encaminhada como TERMO DE COMPROMISSO;
2) Ao invés de reter 3 salários em 7 meses, serão retidos 1,3 salários em 7 meses. Os pagamentos seriam de 50% de jan, 70% de fev, pagos em 2 de abril; dia 5 de abril, 70% de março (ou seja, até 5 de abril será pago 1,9 salários). 
No 5º dia útil de maio seriam pagos 80% de abril e a partir de maio será pago 100 % dos salários, no 5º dia útil, com recomposições das perdas, incluindo férias, a partir de julho, até o final do ano de 2013;
3) A proposta inclui uma comissão paritária para acompanhamento dos salários, com 1 representante da ADGF, 1 da Reitoria, 1 do corpo discente e 1 da Mantenedora;
4) A proposta, também, inclui a indicação de estabilidade no ano de 2013 para todos os docentes, indicando que casos excepcionais apenas seriam efetivas sob aprovação do Conselho Universitário;

Os professores da UGF estão dispostos a aceitar essa proposta. Isso será decidido em assembléia no dia 05/04 caso seja cumprido os pagamentos no dia 02/04 e 05/04, mas o estado de mobilização continua. Abaixo está na íntegra a proposta aos professores e a Ata da Assembléia com as deliberações decididas:
http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2013/03/rumos-do-movimento-univer-cidade-e-gama.html




Hoje, 26/03, na Assembléia dos Professores da UniverCidade, foi decidida a manutenção da greve e a criação de uma comissão de 4 professores da faculdade, com objetivo de participar das negociações junto com a Associação de Docentes da Gama Filho (ADGF) e o Sinpro-Rio.
Abaixo está o link do site do Sinpro-Rio e Professor Brasileiro com as deliberações da assembléia de hoje:



Na manhã de hoje, no campus da Piedade, os Professores realizaram uma Ato Público, onde avaliaram os processos de negociação com a Galileo, chegando a conclusão que a credibilidade da mantenedora é mínima.
Abaixo está o link com a publicação do blog da ADGF sobre o Ato Público ocorrido hoje pela manhã:


Analisando os Fatos:
O que acontece com essa nova proposta da Galileo aos professores é que, recordando os fatos da última greve, o que acontece hoje, aconteceu da mesma forma no ano passado. Os professores queiram ano passado 233% do pagamento dos salários para voltarem a dar aulas. Isso compreendia 100% Janeiro, 100% Fevereiro e 33% das férias. Devido a pressão que os alunos fizeram em cima da Galileo, chegando ao ponto de acampar na calçada do prédio, os professores, sensibilizados com esse ato, decidiram acabar com a greve, onde a proposta da Galileo até aquele momento foi o pagamento de 133% dos salários (Janeiro e 33% das férias). Não demorou muito e começaram novamente a não pagar os professores, culminando no ato dos professores segurarem as notas dos alunos no final do ano passado, como ato de pressão para receberem o salário.
Agora hoje, estamos no mesmo impasse. Parece até "de volta ao passado". É a mesma coisa do ano passado. Os professores querem 233% do pagamento dos salários para voltarem a dar aulas (Janeiro, Fevereiro e 33% das férias). Essa nova proposta é de pagamento de 190% dos salários (50% de Jan, 70% de Fev e 70% de Março). 

Fazendo uma reflexão: 
*Quando a Galileo cumpriu algum acordo ou termo de compromisso não só com os professores, funcionários e com a justiça?

*Qual é a credibilidade que a Galileo Educacional demonstrou, até o presente momento, durante a mantença das duas faculdades e pedir para os professores confiarem mais uma vez em suas propostas?

Lembrando que nós pagamos Dezembro, Janeiro, Fevereiro e agora está chegando Março, portanto, existe dinheiro em caixa.

Quem vai decidir aceitar ou não essa proposta serão os ProfessoresO que não queremos é que se repita o mesmo do ano passado. Se é desejo de todos acabar com esse DESRESPEITO que a Galileo Educacional comete contra os Professores, Funcionários e Alunos, então que faça pela "raiz" do problema: "FORA GALILEO"

Teremos na próxima semana, dia 03/04, uma reunião com o Ministro da Educação, em Brasília, para discutir e resolver essa situação. No dia 04/04, o Relatório da CPI do Ensino Privado será votada na ALERJ. Uma grande manifestação está programada para acontecer, em favor da aprovação do relatório . No dia 01/04, o prazo de 10 dias do despacho do MEC chega ao fim e a Galileo Educacional tem que apresentar o plano de restruturação administrativa e acadêmica das faculdades, entre várias outras informações.
Abaixo está o link do despacho na íntegra publicado no Diário Oficial com tudo o que a Galileo tem que apresentar.


Nunca estivemos tão próximos em realmente acabar com toda essa PALHAÇADA e DESRESPEITO que a Galileo Educacional vem fazendo contra a faculdade e às nossas vidas, para enfim começarmos o nosso período eletivo e estudar em paz.

Precisamos continuar MOBILIZADOS e UNIDOS nessa luta que é a favor da nossa Educação com Qualidade.

Amanhã, dia 27/03, em frente a sede da Galileo Educacional, Rua Sete de Setembro, n° 66 - Centro, iremos realizar uma manifestação dos Alunos da UC e UGF contra essas arbitrariedades cometidas contra todos os Alunos, Professores e Alunos das duas instituições. Contamos com a presença de todos.
Link do evento no Facebook:


Vamos a Luta!


Perfil do DCE-UC no Facebook:
Email do DCE-UC:


"Saudações a quem tem coragem"

sábado, 23 de março de 2013

Resumo da semana e próximos passos do Movimento dos Alunos, Professores e Funcionários da UC e UGF

Essa semana que se passou (18/03 à 22/03) foi marcada por muitas movimentações e conquistas do Movimento Estudantil e da Luta dos Professores e Funcionários da UniverCidade (UC) e Universidade Gama Filho (UGF) contra a Galileo Educacional.

Nessa publicação, vamos fazer um resumo dessa semana que se passou, explicando os pontos mais importantes e indicando os próximos passos do nosso Movimento.

Na segunda feira, dia 18/03 às 18h no Campus Piedade, aconteceu a Assembléia Geral dos Estudantes da Universidade Gama Filho. Com presença recorde dos alunos da UGF, foram decididos os seguintes encaminhamentos:

1- Realizar uma campanha pela intervenção do MEC na UGF e UC e pela cassação da homologação da Galileo Educacional como mantenedora das duas faculdades.
2- Deflagração de uma Greve Estudantil devido a omissão por parte do MEC, fazendo com que este se pronuncie pois uma greve dos estudantes é de preocupação do Ministério da Educação e também pelo congelamento do calendário acadêmico, pois existem poucos professores que continuam a dar aulas mesmo em estado de greve, o que prejudica os alunos que estão na luta e não podem comparecer as aulas.
3- Criação do DCE-UGF, que será formado na próxima Assembléia no dia 25/03 às 18h no mesmo local, com representantes de cada Centro Acadêmico (CA) dos cursos.
4- Na próxima Assembléia do dia 25/03, deliberar ações coletivas para o não pagamento das mensalidades.
5- Criação de um Calendário de Lutas, que começou com a ida de 4 estudantes da UGF à Brasília para uma reunião com Leandro Cerqueira, assessor do Ministro da Educação. Depois será realizada uma grande manifestação durante a votação do relatório da CPI do ensino superior privado, que acontecerá no início de Abril.

Segue o link com a postagem do Blog do DCE-UC sobre a assembléia dos alunos da UGF:
http://dce-uc.blogspot.com.br/2013/03/resumo-da-assembleia-geral-dos.html


Também no mesmo dia, o Sinpro-Rio e SindMed/RJ participaram de uma audiência no MEC com o Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES), Jorge Rodrigo Araújo Messias, o mesmo que autorizou a  mantença das duas faculdades para a Galileo Educacional, em maio do ano passado. Segue o link do site do Sinpro-Rio com detalhes da reunião:
http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-mar-19-audiencia-mec.php


Na terça feira, dia 19/03 novamente na UGF de Piedade, foi realizada a Assembléia dos Professores da UGF, onde foi decidida a manutenção da greve devido a continuidade da falta de respeito da Galileo Educacional aos professores. Abaixo está o link da Ata da Assembléia da ADGF e do site do Sinpro-Rio que explica com detalhes o que foi decidido.
http://adgfdocentes.blogspot.com.br/2013/03/ata-da-assembleia-dos-docentes-da-ugf.html
http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-mar-20-ugf.php


Na quarta feira, dia 20/03 às 18h no Sinpro-Rio, foi realizada a Assembléia dos Professores da UniverCidade, onde também foi decidido a manutenção da greve pelos mesmos motivos da Assembléia dos Professores da UGF. Abaixo está o link do site Sinpro-Rio com a publicação do que foi decidido.
http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-mar-20-cidade.php

Ainda na quarta feira, o CAMED (Centro Acadêmico de Medicina Albert Sabin) da UGF esteve em Brasília, juntamente com a UNE (União Nacional dos Estudantes), para formalizar uma denúncia junto a SERES (Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior), vinculada ao MEC. Representantes do Sinpro-Rio e SindMed/RJ também foram a SERES para discutir a situação com o secretário Jorge Messias. Como resultado dessa reunião, o SERES publicou no Diário Oficial a suspensão da autonomia da Galileo Educacional e cobrou a apresentação de diversas informações sobre o grupo, no prazo de 10 dias.

Segue o link do site do CAMED com o relato de tudo o que aconteceu neste dia:
http://www.camedugf.com/camedembrasilia/brasilia-20032012.html

A notícia da publicação no Diário Oficial sobre a suspensão da autonomia do Grupo Galileo Educacional foi divulgada pela mídia:
http://odia.ig.com.br/portal/educacao/mec-d%C3%A1-10-dias-para-gama-filho-e-univercidade-informarem-sobre-novas-demiss%C3%B5es-1.563487



Abaixo está na íntegra a publicação no Diário Oficial:
http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=21%2F03%2F2013&jornal=1&pagina=16&totalArquivos=152


Na quinta feira, dia 21/03, a Alerj protocolou na Justiça Federal uma ação pública contra a Galileo Educacional. Foi organizada uma grande manifestação na Avenida Rio Branco, no Centro do Rio, demostrando a força do movimento e a união dos Alunos e Professores das duas faculdades.

A manifestação foi divulgada pela mídia:
http://www.opinologo.com.br/2013/03/alerj-protocola-na-justica-federal-acao.html

http://oglobo.globo.com/rio/alerj-vai-entrar-com-acao-para-que-mec-faca-intervencao-na-gama-filho-na-univercidade-7900316

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/03/alunos-de-2-universidades-protestam-pela-volta-aulas-no-centro-do-rio.html

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/03/alunos-da-gama-filho-e-univercidade-vao-justica-por-nova-administracao.html

http://extra.globo.com/noticias/educacao/vida-de-calouro/estudantes-professores-da-ugf-promovem-manifestacao-7910215.html

Ainda na quinta feira, às 18h no Campus Gonçalves Dias da UniverCidade, foi realizada uma Assembléia histórica dos Alunos da UniverCidade. Participaram Professores da UC, Sinpro-Rio, SinMed/RJ, a UEE e alunos da UGF. Assim como na UGF, foram deliberados:


1 - Campanha pela intervenção do Ministério da Educação (MEC) na UniverCidade e Gama Filho.
2 - Cassação da homologação da Galileo Educacional como mantenedora de ambas as instituições de ensino.
3 - Depósito em juízo ou não pagamento das mensalidades, mediante resolução judicial que respalde os alunos.
4 - Realização de uma Greve Estudantil dos Alunos da UniverCidade para formalização do congelamento do Calendário Acadêmico.
5 - Calendário de lutas do movimento estudantil.

Segue o link da postagem no nosso blog sobre a Assembléia dos Alunos da UC:
http://dce-uc.blogspot.com.br/2013/03/resultado-da-assembleia-geral-dos.html

Fazendo alguns esclarecimentos, a "Greve Estudantil" tem como objetivo o pronunciamento do MEC perante os estudantes, fazendo com que o Ministério intervenha nessa situação, ocasionando com o fim da greve dos Professores e Alunos, para dar início ao ano eletivo e também para a formalização do formalização do congelamento do Calendário Acadêmico, pois alguns professores, por boa vontade, ainda estão dando aulas, o que acaba prejudicando a grande maioria dos alunos que estão mobilizados pelas melhores condições de ensino e administração de ambas as faculdades. Nesse momento é muito importante a UNIÃO e COMPREENSÃO de todos os Alunos e Professores sobre a atual situação. Estamos em um momento de OFENSIVA e PRESSÃO contra a Galileo Educacional. A mídia está do nosso lado, divulgando a todo momento o que está acontecendo. Já estamos em Brasília, vários Deputados e Senadores estão se mostrando solidários a nossa causa. No dia 21/03, o CAMED, na saída de outra reunião com o SERES, com uma dose de sorte, encontrou o Ministro da Educação, Aluizio Mercadante, onde afirmou que está ciente do que está acontecendo e aceitou que o CAMED estivesse no próximo dia 03/04 na reunião do MEC com a UNE, e o DCE da UC vai fazer o possível para estar presente nessa reunião! Não mediremos esforços para mostrar ao Ministro Mercadante o que estamos vivendo e sofrendo por causa da Galileo Educacional.
Abaixo está publicação no site CAMED sobre esse encontro com o Ministro:
http://www.camedugf.com/camedembrasilia/brasilia-21032012.html

Ainda no dia 21/03, os Funcionários Administrativos da UC e UGF decidiram por manter a greve devido ao não pagamento dos salários e falta de negociação. Abaixo está o link do site da SAAE-RJ com a publicação da Assembléia dos Funcionários:
http://www.saaerj.org.br/


Desde o dia 21/03, na Assembléia dos Alunos da UniverCidade, o DCE-UC está tentando levantar fundos para enviar um representante do Diretório a Brasília para realizar essa reunião com o Ministro da Educação,  juntamente com o CAMED, Sinpro-Rio e SindMed/RJ. Por esse motivo, estamos disponibilizando uma conta para recebermos doações que possibilitem esse objetivo. A conta é:

Banco Itaú
Agência: 0023
Conta Corrente: 25300-8
Favorecido: Rômulo Calista de Sena

Desde já, agradecemos todos aqueles que puderem contribuir com esta causa.


Agora vamos a agenda de lutas do movimento "FORA GALILEO":

-Na próxima semana, que se inicia segunda feira dia 25/03, irá acontecer a Assembléia dos Professores da UGF, às 15h na Piedade. No mesmo dia,às 18h na entrada do Campus Piedade, acontecerá a Assembléia dos Alunos da UGF. Entre os assuntos em pauta, estará a formação do DCE-UGF, que é a representação máxima dos alunos de uma instituição.
Segue o link do evento no Facebookhttps://www.facebook.com/events/568443733174822/

-Na terça feira, dia 26/03 às 12h na Rua Sete de Setembro, n° 66 - Centro, sede da Galileo Educacional, será realizado um Ato Público dos Professores da UC e UGF.

-Na quarta feira, dia 27/03 às 18hs no mesmo local, acontecerá uma nova Manifestação dos Alunos da UC e UGF. 
Segue o link do evento no Facebookhttps://www.facebook.com/events/119327591591104/

-Ao que tudo indica, no dia 03/04, em Brasília, poderemos ter uma audiência com o Ministro da Educação, Aluízio Mercadante, com os representantes da UC e UGF. Durante a próxima semana teremos a confirmação dessa audiência.

-No dia 04/04, o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ensino Superior Privado do Rio de Janeiro será votado na Alerj, onde haverá uma grande manifestação em apoio a aprovação do relatório.

Portanto, fica aqui registrado os próximos passos do movimento dos Alunos e Professores da UC e UGF, que a cada dia ganha mais força e divulgação na mídia brasileira. Todos estão convidados e devem a participar desse movimento que é em prol da nossa educação!

Para quem ainda não conhece toda a história por trás desses acontecimentos e como chegamos a essa situação, abaixo segue o link de uma publicação do nosso blog, que explica em detalhes, o que a Galileo Educacional fez com nossas faculdades, ocasionando esse estado que nos encontramos.

http://dce-uc.blogspot.com.br/2013/03/galileo-educacional-nao-da-mais.html



Ainda para quem não conhece o DCE-UC, essa é a foto com os membros do Diretório:

Presidente: Letícia Portugal
Vice-Presidente: Vanessa Silva
Diretor Geral: Bruno Amaral
Diretor Financeiro: Rômulo Sena

Da esquerda para direita: Rômulo Sena, Bruno Amaral, Vanessa Silva e Letícia Portugal


Como já dizia Rui Barbosa: "Quem não luta pelos seus direitos, não é digno deles"


Vamos a Luta! "FORA GALILEO"




Perfil do DCE da UniverCidade no Facebook:
Email do DCE:


"Saudações a quem tem coragem"

sexta-feira, 22 de março de 2013

Resultado da Assembleia Geral dos Estudantes da UniverCidade

Ontem quinta-feira, dia 21/03 às 18:30h, na entrada do Campus Gonçalves Dias da UniverCidade, localizada na Rua Gonçalves Dias, n° 56 - Centro, foi realizada a Assembléia Geral dos Estudantes da UniverCidade. Também participaram os Docentes (Professores) da UniverCidade, o Sindicato dos Professores do Rio (Sinpro-Rio), o Sindicato dos Médicos do Rio (SinMed RJ), a União Estadual dos Estudantes (UEE) e alunos da Universidade Gama Filho (UGF).

A Assembléia teve como pauta:

1 - Campanha pela intervenção do Ministério da Educação (MEC) na UniverCidade e Gama Filho.
2 - Cassação da homologação da Galileo Educacional como mantenedora de ambas as instituições de ensino.
3 - Depósito em juízo ou não pagamento das mensalidades, mediante resolução judicial que respalde os alunos.
4 - Realização de uma Greve Estudantil dos Alunos da UniverCidade para formalização do congelamento do calendário acadêmico.
5 - Calendário de lutas do movimento estudantil.

Compareceram 102 alunos de diversos cursos da UniverCidade e Gama Filho, como Administração, Hotelaria, Direito, Marketing, Engenharia de Produção e Ambiental, Contábeis, Biologia., entre outros.

Depois de muitos debates, foram deliberadas as seguintes propostas pela Assembléia:

1 - Realizar uma campanha pela intervenção do MEC na UC e UGF, onde representantes das duas instituições tentaram uma audiência com o Ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Durante a Assembléia, foram recolhidas algumas contribuições para que um representante do DCE da UC possa ir até Brasília, juntamente com o SinMed RJ, Sinpro-Rio e o Camed (Centro Acadêmico Albert Sabin de Medicina da UGF), estes que na quarta feira, dia 20/03, estiveram por lá. Ao final da Assembléia, foi recolhido o montante de R$ 157,80.

Para quem ainda não sabe, um grupo do Camed, formado por 4 estudantes, juntamente com a UNE (União Nacional dos Estudantes), foram até Brasília formalizar uma denúncia junto à Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), vinculada ao MECRepresentantes do Sinpro-Rio e do SinMed RJ também foram à Seres para discutir a situação com o secretário Jorge Messias. Lembrando que, este foi o mesmo quem permitiu a transferência de mantença das faculdades para o grupo Galileo Educacional, em maio do ano passado.
Como resultado dessa reunião com Jorge Messias, o Seres publicou no Diário Oficial a suspensão da autonomia do grupo Galileo Educacional e cobrou a apresentação de diversas informações sobre o grupo, no prazo de 10 dias. (Publicação completa do Diário Oficial no link do site Sinpro-Rio)
http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-mar-21-seres-suspende-autonomia-galileo.php

Segue abaixo o link com a reportagem do Opinólogo e o comunicado no site do Camed, informando com mais detalhes o resultado da ida à Brasília.



2 -  Cassação da homologação da Galileo Educacional como mantenedora de ambas as instituições de ensino, haja visto que ao longo de todo esse tempo que assumiu a mantença das duas instituições, não foram cumpridas nenhuma das promessas feitas por eles, muito pelo contrário, estão acabando com as faculdades, denegrindo e desgastando toda a reputação e prestígio alcançado ao longo de todos os anos de existência de ambas e ainda demostrar que não existe nenhum comprometimento com a educação, desenvolvimento da sociedade e administração de ambas as faculdades, não restando dúvidas dá péssima mantença e falta de credibilidade com os alunos, professores e funcionários das duas instituições.

3 - Na próxima semana, os DCEs da UniverCidade e Gama Filho, este que será criado na próxima assembléia dia 25/03 na entrada do campus Piedade , abrirão CNPJ e entrarão com um pedido na justiça de forma coletiva para o não pagamento das mensalidades, aumentando a pressão em cima da Galileo Educacional. Para os alunos bolsistas, foi decidido realizar um movimento de pressão para congestionar o  "fale conosco" no site do MEC e no telefone do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), com objetivo de "quebrar o silêncio" dos Ministérios.

Abaixo segue o link do "fale conosco" do MEC:
http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=17

Abaixo segue o endereço e telefone da sede e ouvidoria do MPRJ:
Sede MPRJ:
Av. Marechal Câmara, n° 370 - Centro - Rio de Janeiro, RJ - Brasil - CEP 20020-080 

Telefone da Sede do MPRJ: (21) 2550-9050
Telefone da Ouvidoria-Geral do MPRJ: 127

4 - Deflagração de uma Greve Estudantil dos Alunos da UniverCidade, em virtude da omissão até o momento do do MEC e pela formalização do congelamento do calendário acadêmico, pois existem poucos professores que estão furando a greve, o que só prejudica aos estudantes.

5 - For fim, foi montando um calendário de lutas do movimento estudantil., que começa com a participação no Ato Público dos Professores na Sede da Galileo Educacional, localizada na rua Sete de Setembro, n° 66 - Centro, na próxima terça-feira, dia 26/03 às 12h. No dia 27/03 às 18h no mesmo local, acontecerá uma nova manifestação dos alunos da UC, onde os alunos da UGF também são convidados. No dia 03/04, em Brasília, existe um indicativo de  audiência com o Ministro da Educação, Aluízio Mercadante. Durante a próxima semana, esse indicativo será confirmado. No dia 04/04, o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ensino Superior Privado do Rio de Janeiro será votado na Alerj, onde haverá uma grande manifestação em apoio a aprovação do relatório.

A próxima Assembléia dos Estudantes da UC será marcada após a manifestação do dia 27/03, na sede da Galileo Educacional. A Ata da Assembléia está disponível na página do Facebook do DCE da UC.

Gostaríamos de agradecer e parabenizar pelo comparecimento dos Estudantes da UC e UGF, dos Professores da UC, Sinpro-Rio, SinMed RJ e UEE, mostrando que o movimento "FORA GALILEO" se fortalece a cada dia e vem ganhando mais espaço na mídia e agora adentrando o Senado. Temos certeza que, se continuarmos na OFENSIVA E UNIDOS, conseguiremos acabar com essa OMISSÃO por parte do MEC e alcançar o nosso objetivo: A intervenção do MEC nas nossas faculdades e a cassação da homologação da Galileo Educacional como mantenedora de ambas as instituições, exterminando de uma vez por todas essa "quadrilha".

Abaixo estão algumas fotos da Assembléia histórica que ocorreu na Gonçalves Dias.



Ao fundo, Letícia Portugal, Presidente do DCE da UC




Momento de uma das votações


Perfil do DCE da UniverCidade no Facebook:
https://www.facebook.com/dce.univercidade
Email do DCE:
dceuc2012@gmail.com



"Saudações a quem tem coragem"

terça-feira, 19 de março de 2013

Convocação da Assembléia dos Estudantes da UniverCidade

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) vem por meio deste convocar os Alunos da UniverCidade (UC) para a Assembleia Geral dos Estudantes, que ocorrerá na Quinta Feira, dia 21/03 às 18:30h, no Campus Gonçalves Dias, localizado na Rua Gonçalves Dias, n° 56 - Centro. Os Alunos da Universidade Gama Filho (UGF) também são convidados a participar da nossa assembléia para demonstrar que o Movimento Estudantil das duas instituições está unido. 

Contamos com a união de toda Comunidade Acadêmica (Alunos, Professores e Funcionários) para fazermos a diferença.

Em pauta será debatido:

-Criação de um Abaixo-Assinado pedindo a intervenção do Ministério da Educação (MEC) na UniverCidade,
-Depósito em juízo ou não pagamento das mensalidades, mediante resolução judicial que respalde os alunos;
-Adesão a Greve Estudantil dos Alunos da UGF;
-Formalização do Congelamento do Calendário Acadêmico
-Calendário de luta dos estudantes


Reforçando mais uma vez: 
Assembleia Geral dos Estudantes da UniverCidade
Quinta Feira, dia 21/03 às 18:30h
Unidade Gonçalves Dias (Rua Gonçalves Dias, n° 56 - Centro)

Link da Assembléia no Facebook:



Perfil do DCE da UniverCidade no Facebook:
https://www.facebook.com/dce.univercidade
Email do DCE:
dceuc2012@gmail.com


"Saudações a quem tem coragem"

Resumo da Assembléia Geral dos Estudantes da Universidade Gama Filho

Ontem, dia 18/03, segunda feira, às 18h, foi realizada a Assembléia Geral dos Estudantes da Universidade Gama Filho. O DCE da UniverCidade estava presente, demonstrando que o Movimento Estudantil das duas faculdades está unido. Houve a participação de diversas entidades como: UNE, UEE-RJ, OAB, SINPRO-RIO, CREMERJ, ADGF, CAMED-UGF e também representantes dos Deputados Federais Jandira Feghali e Chico Alencar, além da Deputada Estadual Enfermeira Rejane.

A assembléia teve como pauta:

1- Campanha pela intervenção do MEC na UGF e UC e pela cassação da homologação do grupo Galileo Educacional como mantenedora de ambas as instituições de ensino.
2- Greve estudantil para a formalização do congelamento do calendário acadêmico.
3- Organização do DCE (Diretório Central dos Estudantes)
4- Medidas judiciais de luta como depósito em juízo.
5- Calendário de lutas do movimento estudantil.
Depois de muitos debates, a Assembléia deliberou as seguintes propostas:


1- Realizar uma campanha pela intervenção do MEC na UGF e UC e pela cassação da homologação do grupo Galileo Educacional como mantenedora das IES (Instituições de Ensino Superior).

2- Deflagração de uma greve estudantil em virtude da omissão até o momento do Ministério da Educação (MEC) e pela formalização do congelamento do calendário acadêmico, pois existem pouquíssimos professores que estão furando a greve o que só prejudica aos estudantes. (Vale citar que o Curso de Direito ainda não paralisou as suas aulas)

3- Criação do DCE-UGF com a indicação de um membro de cada CA (Centro Acadêmico) dos cursos,  que representará frente a justiça, o MEC, a reitoria e a mantenedora durante a greve. Logo após o término da greve essa comissão gestora terá a tarefa de organizar um processo eleitoral para a diretoria do DCE-UGF.

4- Seguindo o conselho do advogado da OAB presente, Dr. Carlos Henrique, foi decidido primeiro montar o DCE-UGF e na próxima assembléia que será na próxima segunda, dia 25/03 às 18h na Piedade, deliberar sobre ações judiciais coletivas, depósito em Juízo ou não pagamento mediante a garantia judicial para tal fato.

5- Também foi definido um calendário de lutas, que começa pela ida de 4 estudantes a Brasília, que se reunirão hoje, terça feira (19/03), com um assessor do Ministro da Educação e vão exigir uma audiência dos estudantes com o ministro. Foi marcada uma manifestação hoje em frente ao Copacabana Palace, com início às 9h. E assim que for agendada a votação do relatório da CPI do ensino superior na ALERJ, será realizada uma grande manifestação para aprovar um relatório favorável a nossa luta.


Logo após a Assembléia, todos os presentes fizeram uma curta manifestação, que durou aproximadamente 40 min, em frente a faculdade. A polícia compareceu até o local para garantir a passagem dos carros que ficaram parados devido o fechamento da rua.

Abaixo estão algumas fotos e vídeos da Assembléia e da manifestação:

Assembléia Geral dos Estudantes da UGF na entrada do campus Piedade


Panorama da Assembléia: Adesão maciça dos Estudantes

Momento da manifestação na rua que fica em frente a faculdade


Formou-se um longo engarrafamento devido ao fechamento da rua.

Link de alguns vídeos da Assembléia e manifestação:






Na próxima segunda feira, dia 25/03 às 18h, na entrada do campus Piedade, será realizada uma nova Assembléia Geral dos Estudantes, onde serão debatidos os seguintes temas:

-Ida de diversos estudantes a Brasília para audiência com o Ministro da Educação, Aluízio Mercadante;
-Depósito em juízo ou não pagamento das mensalidades, mediante resolução judicial que respalde os alunos;
-Criação de uma Associação de Pais e Mães de alunos da UGF
-Calendário de luta dos estudantes


Abaixo está o link do Facebook da próxima Assembléia dos Estudantes:

É FUNDAMENTAL a participação de TODOS OS ESTUDANTES não só da UGF como também da UC. O movimento está unido e a nossa luta é para ARRANCAR a GALILEO EDUCACIONAL da mantença das nossas faculdades. Contamos com a presença de todos!



Perfil do DCE da UniverCidade no Facebook:
https://www.facebook.com/dce.univercidade
Email do DCE:
dceuc2012@gmail.com




"Saudações a quem tem coragem"

Administração do Blog DCE-UC

Prezados amigos, alunos, visitantes anônimos, colegas de DCE,
Bom dia a todos!

Gostaria de comunica-los que este blog é moderado pelos administradores, por tanto, é necessário muito cuidado com as palavras e texto a serem publicados nos comentários das postagens. Qualquer assunto e informação exposta neste blog deve ter veracidade comprovada.

Gostaria de lembrar também que o espaço para comentários não é para criar discussões sobre o assunto, pois o espaço é exclusivo apenas para os comentários referente ao assunto publicado. O espaço determinado para discussões online chama-se FORUM, ferramenta que no momento ainda não se encontra disponível em nosso BLOG.

Importante:
Os comunicados e textos extensos sobre outros assuntos devem ser enviados diretamente ao e-mail do DCE, (dceuc2012@gmail.com) ou pelo o formulário existente no link CONTATO em nossa página.

Atenciosamente,
Osmar Rodrigues

segunda-feira, 18 de março de 2013

Galileo Educacional: Não dá mais!

Mais um ano eletivo se inicia. Um novo período começa. Para alguns alunos é o último, próximos a alcançar a tão desejada e suada Graduação, para outros é mais uma etapa a ser cumprida, mais um degrau de uma escada que, ao final de sua subida, o levará também a sua Graduação. Mas na UniverCidade e Gama Filho, esse objetivo tem se tornado extremamente árduo e exaustivo, pois a partir do momento em que as duas faculdades foram adquiridas pelo Grupo Galileo Educacional (GALILEO ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS EDUCACIONAIS S/A - CNPJ: 12.045.897/0001-59), tudo virou de "cabeça para baixo". Atitudes desumanas, decisões arbitrárias, sem a participação do corpo Docente (Professores) e Discente (Alunos), falta de transparência na administração....enfim, uma série de abusos e atrocidades cometidas aos professores, alunos e funcionários das duas instituições. Nessa publicação farei uma retrospectiva dessa "mantença" que vem acontecendo por parte da Galileo Educacional, com ênfase na UniverCidade. Relatar todos os acontecimentos que nos levaram novamente a essa situação e que nos fazem ficar indignados e revoltados com esse Grupo que está querendo acabar não só com nossas faculdades, mas com as nossas vidas e carreiras. Aproveito e convido todos os Professores, Alunos e Funcionários a fazerem uma reflexão sobre essa situação e o movimento estudantil que se iniciou durante essa "mantença".

Em Fevereiro de 2011, o Grupo Galileo Educacional, que na época era formado por Marcio André Mendes Costa, acionista majoritário do grupo com 80% das ações, a IDTV, empresa de comércio eletrônico e a W.Educacional, empresa de ensino a distância, assumiu o controle da Universidade Gama Filho (UGF). Essa aquisição foi viabilizada através da emissão de debêntures (Títulos que representam dívidas de uma empresa, de médio e longo prazo, que assume o compromisso de devolver, com juros e prazo, um valor pré-determinado aos seus detentores, isto é, os credores) no valor de R$ 100 milhões junto ao Banco Mercantil. Em Maio do mesmo ano, a Galileo assumiu o controle da UniverCidade (Centro Universitário da Cidade) que era de Ronald Levinsohn, este que durante a sua gestão não depositou o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) dos professores desde 2003, não recolhia o INSS dos professores desde 2006, não cumpriu com o dissídio coletivo de 2006 e não tinha pago o 13° de 2007 aos professores. (Fonte: Sinpro Rio)

Abaixo está o link do blog "Fusões e Aquisições" que publicou a notícia da compra das duas faculdades. Nessa publicação é mencionado que a Galileo pretendia faturar até o final de 2011 R$ 260 milhões. Ainda menciona qual era a meta que Marcio André tinha com a aquisição das duas instituições:  "...construir um grupo de universidades de alto padrão no Rio de Janeiro, capaz de atrair não só alunos do Estado, mas do país e até da América Latina..."

Cliquem no link e vejam a matéria completa:
http://fusoesaquisicoes.blogspot.com.br/2011/07/dono-do-galileo-planeja-comprar-mais.html

No dia 03 de Novembro de 2011, o jornal O Globo publicou uma matéria sobre a aquisição das duas faculdades com o seguinte título: "Fusão da UGF com UniverCidade cria segunda maior universidade do estado do Rio". Antes de mais nada, essa "fusão" mencionada no título da matéria  acima nunca aconteceu no ponto Acadêmico, pois o pedido foi negado pelo MEC (Ministério da Educação), ocorrendo somente na parte Administrativa.

Segue o link com matéria completa:
http://oglobo.globo.com/educacao/fusao-da-ugf-com-univercidade-cria-segunda-maior-universidade-do-estado-do-rio-de-janeiro-2788447

A partir da entrada da Galileo, começa uma sequência de irregularidades e desumanidades contra os Professores, Alunos e Funcionários. O cronograma de pagamentos foi totalmente alterado, onde os pagamento eram feitos de forma atrasada e não tinham data específica para acontecer. Em 22 Dezembro de 2011, os professores e alguns funcionários estavam ainda sem receber o salário de Novembro e o 13° salário, como mostra a reportagem do site Opinólogo. 

http://www.opinologo.com.br/2011/12/professores-da-univercidade-ainda-nao.html


Mediante essa atitude repugnante da Galileo, os professores começaram a protestar contra a mantenedora, como mostra o site Opinólogo.

http://www.opinologo.com.br/2011/12/professores-da-univercidade-protestam.html


Ainda em Dezembro de 2011, o Grupo Galileo demitiu 250 professores das duas faculdades, pelo motivo de "não possuir especificação curricular, como um mestrado ou doutorado", como relata o Opinólogo(http://www.opinologo.com.br/2012/01/univercidade-pagamento-de-dezembro-e-13.html). Esses professores receberam um TELEGRAMA informando a demissão e foram sem receber um centavo das faculdades, como informado no site do Sinpro Rio (Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro), O Globo, Opinólogo e o Blog do Professor Brasileiro.

Abaixo estão os links com as matérias:
http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-jan-02-profs-superior.php





Ainda no mês de Dezembro, os alunos da UC e UGF foram surpreendidos com um aumento de 25% em suas mensalidades. Em alguns casos, o aumento chegou a 40%. Nenhum aluno foi comunicado sobre o aumento e de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, no artigo 6° da Lei 8078/90, a instituição deve informar com antecedência de no mínimo 45 dias sobre a manutenção das alterações contratuais. E a Gama Filho ainda acabou os convênios com a Santa Casa de Misericórdia, prejudicando ainda mais os alunos de Medicina.

Abaixo estão os links com as matérias do O Globo.
http://oglobo.globo.com/educacao/universidades-privadas-em-crise-demitem-fecham-unidades-no-rj-3598278


Continuando no mês de Dezembro, a Unidade de Bonsucesso da UniverCidade foi fechada. Não ouve nenhum comunicado oficial da Galileo aos professores, alunos e funcionários. Todos só descobriram por causa dos "boatos" que rolavam nos corredores da unidade. Os alunos foram praticamente "jogados" para a unidade Gonçalves Dias, no Centro. Muitos alunos iam à pé para a faculdade, pois moravam pela região. Eu era aluno da unidade de Bonsucesso e sofri isso.

Em Janeiro de 2012, os Alunos e Professores se uniram para lutar pelos seus direitos. Nos dias 05 e 13 de Janeiro, ouve uma manifestação em frente a Gama Filho Candelária, contra os aumentos abusivos de mensalidade. O Sindicato dos Professores (Sinpro Rio) entrou na justiça para anular as demissões ocorridas  no final de Dezembro e os Alunos também entraram na justiça para derrubar os aumentos abusivos das mensalidades.

Abaixo estão os links dos sites Sinpro Rio, O Globo , Sidney Resende e Opinólogo com matérias sobre os assuntos mencionados acima: 








Enquanto isso, a Galileo descumpriu vários acordos firmados na justiça.

Abaixo estão os links do site Sinpro Rio, Opinólogo, Blog do Professor Brasileiro e O Globo sobre o assunto:








Em Março, os Professores e Médicos da UGF paralisaram as aulas na Santa Casa em razão da assembléia realizada dia 27 de Fevereiro, como informou o site do Sinpro Rio.

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-fev-28-notasantacasa.php



Em paralelo, os Professores da UC já organizavam uma paralisação em protesto aos problemas de pagamentos sofridos desde Dezembro de 2011, como relata o Opinólogo.



As aulas mal tinham começado e no dia 14 de Abril, próximo ao início da Semana de Provas da Faculdade, a Greve foi deflagrada.

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-abr-11-cidade2.php







Mediante essa situação, os Alunos e Professores das duas faculdades começaram a se mobilizar novamente contra os abusos e arbitrariedades cometidos pela Galileo Educacional.








Muitas manifestações marcaram esse período. Todas sempre na Sede da Galileo, localizada na Rua Sete de Setembro, n° 66, Centro. Sempre de forma pacífica e ordeira, todos nós alunos estávamos reivindicando o nosso direito de ter nossas aulas, pois isso foi firmado em contrato com as faculdades, que estavam descumprindo de forma unilateral e sem nenhuma explicação aos alunos. Os boletos eram pagos PONTUALMENTE e os Professores e Funcionários não recebiam NADA. A limpeza, segurança e manutenção das unidades era vergonhosa, não existia. Banheiros imundos, não havia segurança nas unidades e os elevadores de algumas unidades, como Gonçalves Dias e Ipanema, viviam interditados, fazendo com que alguns alunos que eram cadeirantes, subissem no colo dos colegas para chegar até as suas salas. O  Blog do DCE-UC já havia feito uma publicação a respeito desse assunto:

http://dce-uc.blogspot.com.br/2012/11/os-velhos-problemas-nos-bastidores.html

Fazendo um adendo, todas as manifestações, desde o dia 05 de Janeiro, tiveram a ilustre e importantíssima participação de Igor Mayworm, Presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE) e Daniel Iliescu, Presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), que deram uma maior importância e divulgação dos acontecimentos. Principalmente a participação do Igor, que estava presente em todas as manifestações, nos orientando com toda a sua experiência na luta pelos direitos dos estudantes do Rio, fazendo com que tomássemos as melhores decisões.

Em algumas manifestações, alguns estudantes foram agredidos pela polícia, como mostram as matérias do Jornal O Dia e Opinólogo (links abaixo).

A mídia estava presente em todas as manifestações:









Foto de um dos banheiros da unidade Gonçalves Dias da UniverCidade
                                           
Diante de tantas mentiras e da falta de carácter do Grupo Galileo, os estudantes durante nova manifestação realizada dia 02 de Maio em frente a sede da Galileo, em assembléia, resolveram ocupar a entrada do prédio até que o Reitor, que na época era Wanderley Cantieri,  recebessem um grupo de alunos para uma  reunião afim de decidir a situação das instituições. A ocupação ocorreu por volta das 20hs. O Reitor só queira receber 03 alunos, mas os estudante recusaram e fizeram uma contra-proposta, onde iriam 1 aluno de cada campi da UniverCidade e 1 aluno da GF. Depois de 3 horas de negociação, o Reitor aceitou a contra- proposta dos alunos. A reunião se iniciou as 23hs e terminou 02:30hs. Foram firmados vários comprometimentos da Galileo junto aos estudantes.






Alunos em frente a reitoria da UniverCidade

Alunos da UC dentro do prédio da reitoria

Durante a greve, o dono da Galileo, Marcio André Mendes Costa, estava em Paris viajando a lazer. Um verdadeiro ABSURDO e falta de COMPROMETIMENTO com os Professores, Alunos e Funcionários.

http://www.professorbrasileiro.blogspot.com.br/2012/05/novo-reitor-para-univercidade-mensagem.html

Perfil do Marcio André no Facebook com fotos comprovando a sua ida à Paris.
https://www.facebook.com/marcioandre.mendescosta


Como já era de se esperar, nenhum dos comprometimentos firmados com o Reitor Wanderley Cantieri foi cumprido, acarretando a continuidade da greve.

http://www.opinologo.com.br/2012/05/galileo-educacional-descumpre-pagamento.html

http://oglobo.globo.com/educacao/alunos-da-gama-filho-protestam-contra-nova-administracao-4913168


http://oglobo.globo.com/educacao/sem-aulas-alunos-da-univercidade-vao-entrar-na-justica-pedindo-reparacao-financeira-4734227


http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-mai-03-cidade.php


Enquanto isso, a Galileo trocava suas "peças" mais desgastadas por causa da greve. Não existia uma pessoa que fosse responsável em resolver as questões dos estudantes e professores. Todos eram omissos, só viviam de promessas, sempre com mentiras esfarrapadas, não apresentavam um planejamento de pagamentos e aulas para que a greve terminasse.

http://www.opinologo.com.br/2012/05/univercidade-promove-mais-uma-danca-das.html

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-mai-09-assembleia-cidade.php


http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-mai-10-ato-estudantes.php


http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-mai-16-assembleia-cidade.php


A luta dos alunos continuava. A cada dia o movimento ganhava mais força, mais alunos participavam das manifestações. Outras faculdades também eram solidárias com a causa, como a UFRJ, UFF, UERJ, FACHA, entre outras. Então, no dia 17 de Maio, ocorreu mais uma manifestação em frente a cede da Galileo. Palavras de ordem como "MÃOS AO ALTO, A GALILEO É UM ASSALTO!", "EU PAGO, NÃO DEVERIA, EDUCAÇÃO NÃO É MERCADORIA!", "O PROFESSOR É MEU AMIGO, MEXEU COM ELE, MEXEU COMIGO", entre outras, foram entoadas durante toda a manifestação. Os alunos tinham solicitado uma reunião com o novo reitor que acabara de assumir,  Reitor Fernando Braga, para tentar arrancar uma atitude da Galileo. O Reitor se recusou a receber os alunos. Então, diante de mais um descaso da Galileo, os alunos em nova assembléia realizada no local, decidiram acampar em frente ao prédio, até que a situação da UC fosse resolvida. Foram levadas barracas, colchonetes, cobertores, comida, água, fogão, entre outras coisas. Era de fato um acampamento, só que na calçada do prédio. Foi a atitude mais radical tomada pelos estudantes, cientes de todos os perigos que poderiam enfrentar. Nosso engajamento com a causa da UC era tão grande, que não nos preocupávamos tanto com nossa saúde, segurança e bem-estar. O que mais queríamos era resolver a questão dos professores, que recebessem os seus salários afim de voltarem as salas e o período recomeçasse.















No primeiro dia de acampamento, às duas horas da manhã, o ex reitor Wanderley Cantieri, que ainda estava na cede com medo dos estudantes, lembrando que o prédio ficava aberto até às 20 horas, resolveu sair e ir embora. Todos nós fomos em cima dele e exigimos uma solução o mais rápido possível para o fim da greve. Nada foi dito da parte dele, com exceção da autorização de utilizar o banheiro do prédio, pois nós  tínhamos pedido.

Segue o link com o vídeo do momento em que o ex reitor Wanderley Cantieri resolve sair do prédio e se depara com os alunos:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=P2OBuMrs-ek


Foram cinco dias (17,18,21,22 e 23) de acampamento. A rua era totalmente deserta na parte da noite/madrugada. Sofríamos com o frio, a sujeira da rua, a insegurança e uma série de outros fatores aos quais estávamos expostos. Foram criados turnos para que o acampamento continuasse firme até a conquista do nosso objetivo. A grande maioria dos alunos que estavam no acampamento trabalhavam e não podiam ficar todo o tempo. Comerciantes da rua nos davam comida e bebida para continuar mobilizados, sensibilizados com a atitude dos alunos. Muitos professores também passavam por lá, nos dando mais mantimentos, nos incentivando com palavras de força e amigas. Muitas pessoas que passavam não acreditavam no que estava acontecendo, ficavam impressionados. Apesar de tantos contra-tempos e adversidades, nós não desistimos. Alguns alunos que estavam no acampamento sofreram crises alérgicas, pneumonia, rinite, mas ainda sim continuávamos mobilizados e unidos.

http://www.opinologo.com.br/2012/05/univercidade-alunos-ocupam-por-mais-de.html

http://www.opinologo.com.br/2012/05/univercidade-alunos-voltam-acampar.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2012/05/sem-salario-nao-tem-trabalho-aviso-aos.html


Até que no dia 23 de Maio, em nova assembléia dos Professores realizada no Sinpro-Rio, foi aprovado o encerramento da greve. Muitos professores, sensibilizados com o apoio dos alunos, votaram a favor do fim da greve, mesmo não tendo sido atendidos em todas as suas reivindicações. As condições de retorno das aulas era o pagamento dos salários de Março e Abril mais 33% das férias de Janeiro. No entanto, só tinham recebido uma parte de Abril e todo o mês de Março.

http://www.opinologo.com.br/2012/05/univercidade-termina-greve-dos.html

http://www.professorbrasileiro.blogspot.com.br/search?updated-max=2012-05-29T10:53:00-03:00&max-results=1

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-mai-23-assembleia-cidade.php


Depois de 40 dias de greve, a batalha tinha sido vencida. Depois de tanto esforço, tanta luta, os Alunos e Professores poderiam voltar as salas de aula e reiniciar o período. Ainda assim, não sabíamos o que esperaríamos no futuro. Então no dia 02 de Junho, em assembléia geral dos estudantes na cede da UNE (Praia do Flamengo, 132 - Flamengo) , foi fundado o DCE (Diretório Central dos Estudantes) com objetivo de defender, lutar, exigir e fazer cumprir todos os direitos dos discentes, além de buscar melhorias na Instituição, integrar o corpo discente com o docente, criar eventos políticos, sociais e culturais.

No dia 26 de junho, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) foi instaurada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ensino Superior do Rio de Janeiro, com o objetivo de apurar denúncias relativas às irregularidades cometidas pelas Instituições de Ensino Superior (IES) privadas. 

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-jul-25-cpi.php


No dia 15 de Junho, em meio as provas A1 da UC, a Unidade Carioca tinha sido lacrada, com alunos dentro da sala de aula fazendo provas, pela justiça por falta de pagamento ao Metrô Rio pelo aluguel do espaço. Já começava uma nova onda de insegurança na UniverCidade.

http://www.opinologo.com.br/2012/06/univercidade-unidade-carioca-e-lacrada.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2012/06/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x.html


Enquanto isso, a CPI estava acontecendo e várias irregularidades forma constatadas em diversas universidades do Rio além da UC e UGF. Só como exemplo, a Universidade Cândido Mendes possui uma dívida trabalhista de R$ 50 milhões, por não repassar as verbas para o INSS e FGTS. O DCE estava presente em todas as reuniões na ALERJ. O ex-presidente da Galileo, Márcio André Mendes Costa, foi convocado diversas vezes para depor na CPI, mas nunca apareceu, se tornando um foragido. 

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2012/09/cpi-da-educacao-alerj-rj-grupo-gestor.html

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-ago-16-cpi.php

http://www.opinologo.com.br/2012/09/novo-capitulo-da-novela-mexicana-grupo.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/search?updated-max=2012-09-20T17:43:00-03:00&max-results=1&start=1&by-date=false

http://www.opinologo.com.br/2012/09/cpi-da-educacao-privada-na-alerj-ameaca.html


No dia 20 de Outubro, a Revista Veja, através do seu site, publicou uma matéria onde uma empresa de táxi-aéreo de Brasília estaria cobrando da Galileo Educacional despesas (foto) com viagens no valor de R$ 159 mil, aproximadamente, realizadas pelos ministros Ricardo Lewandowski e José Antonio Dias Toffoli do Supremo Tribunal Federal (STF).

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/judiciario/lewandovski-e-dias-toffoli-tem-jatinhos-executivos-pagos-por-universidade/

http://www.opinologo.com.br/2012/10/ligue-o-taximetro-piloto.html




A UniverCidade continuou a atrasar os pagamentos dos professores e alguns funcionários, não tinham pagado o 13° salário de 2007 e o FGTS dos docentes. No dia 29 de Outubro, os professores haviam realizado uma paralisação de 01 dia por conta dessa situação. 

http://www.opinologo.com.br/2012/10/univercidade-professores-fazem.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2012/10/cpi-da-educacao-superior-privada-ouve_25.html



No dia seguinte, 30 de Outubro, a Unidade Metrô Carioca foi fechada devido uma ordem de despejo emitida a UniverCidade por conta de débitos não pagos. Os alunos estavam em período de prova e foram pegos de surpresa. As aulas foram alocadas nas Unidades Gonçalves Dias (UC) e Candelária (UGF) (fotos).

http://www.opinologo.com.br/2012/10/univercidade-professores-fazem.html

http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/11/08/no-rio-justica-lacra-universidade-em-estacao-de-metro-e-afeta-mais-de-mil-alunos.htm


Unidade Candelária

Comunicado "extra-oficial" da UniveCidade


Relação com a distribuição das aulas

Ainda no final de Outubro, a presidência da Galileo Educacional mudou novamente, agora para o comando de Adenor Gonçalves, pastor da Igreja Batista e empresário nas áreas de comunicações, petróleo, construção civil, agronegócios e hospitalar. Além disso, um novo presidente foi nomeado, Alex Klyemann Bezerra Porto de Farias, advogado e dono da PORTO FARIAS & ADVOGADOS ASSOCIADOS. 


Perfil de Alex Porto do LinkedInhttp://br.linkedin.com/pub/alex-porto-farias/2b/8ab/3a8 


Site do Adenor Gonçalves: http://www.adenorgoncalves.com.br

Esse link tem alguns dos processos que o Pastor está enfrentando na justiça. São um pouco mais de 70 processos. http://vergonhacvb.wordpress.com/2012/07/03/ecos-de-corrupcao/


Matéria do site Opinólogo e Jornal do Commercio sobre a mudança da presidência da Galileo Educacional:

http://www.opinologo.com.br/2012/11/agora-deus-esta-no-comando-da-galileo.html

http://www.opinologo.com.br/2012/11/galileo-educacional-e-adquirida-por.html

http://www.jcom.com.br/colunas/142746/Deu_pane_na_Galileo


O final do período estava próximo, mas a tranquilidade parecia estar longe. A Galileo continuava a atrasar os pagamentos dos professores sem nenhum aviso. Os docentes faziam o que podiam para pressionar a mantenedora a cumprir com sua obrigação de pagar o que era devido. Chegaram a segurar as notas das provas A2. (links)

http://www.opinologo.com.br/2012/11/alunos-da-ugf-e-da-univercidade-podem.html

http://www.opinologo.com.br/2012/11/univercidade-professores-pretendem.html

http://www.opinologo.com.br/2012/11/professores-da-ugf-vao-paralisar.html 

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2012-nov-23-assembleia-univercidade.php


Então o ano de 2012 chegou ao fim. 2013 se iniciou da mesma forma que o ano anterior: Novas demissões, atraso no pagamento dos Professores e Funcionários, dificuldade em realizar reuniões com a presidência e novos aumentos abusivos de mensalidade.

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-jan-11-demissoes-grupo-galileo.php

http://www.opinologo.com.br/2013/01/numero-de-demitidos-pelo-grupo-galileo.html

http://www.opinologo.com.br/2012/12/grupo-galileo-demite-cerca-de-50-pessoas.html

http://www.opinologo.com.br/2013/02/um-drama-que-parece-nao-ter-fim.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2013/01/galileo-pagamento-dos-475-do-salario-de.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/2013/02/segunda-feira-4-de-fevereiro-de-2013-50.html

http://extra.globo.com/noticias/economia/universidades-reajustam-as-mensalidades-em-ate-30-sao-investigadas-em-cpi-7723000.html



Novamente, Alunos e Professores da UC e UGF iniciaram movimentações para exigir os seus direitos. Os Alunos foram até a ALERJ e ao prédio da Galileo pressionar os gestores para que pagassem os professores.

http://www.opinologo.com.br/2013/02/parando-o-que-ainda-nem-comecou.html

http://www.opinologo.com.br/2013/02/ugf-alunos-fazem-manifestacao-na-alerj.html

http://oglobo.globo.com/educacao/alunos-protestam-contra-problemas-na-gama-filho-7679608



Alunos na escadaria da ALERJ


Alunos em frente a sede da Galileo Educacional

Igor Mayworm (esquerda) e Daniel Iliesco (Direita) conduzindo a  manifestação em frente a sede da Galileo


As unidades Praça XI, Freguesia, Méier e Campo Grande foram fechadas praticamente da "noite para o dia". A unidade Praça XI, que também pertencia ao Metrô Rio, foi fechada também por ordem de despejo, com a mesma justificativa da unidade Metrô Carioca, por conta de débitos não pagos. A mesma coisa aconteceu com a unidade Freguesia, que pertencia ao Shopping Quality. A UniverCidade possuía um grande débito com o Shopping, que exigiu a reintegração do espaço. Também por possuir uma dívida com o proprietário do prédio, a unidade Campo Grande foi fechada. A unidade Méier foi fechada pela precariedade das instalações.

Todos os alunos dessas unidades foram alocados na unidade Madureira, sem opção de escolher outra unidade, se sentindo obrigados a assinar o "termo de transferência". Grande parte dos alunos tiveram  prejuízos como aumento no gasto da passagem, aumento no tempo de chegada a faculdade, entre outras coisas. Os cursos de Biologia Ambiental e Enfermagem foram FECHADOS sem aviso prévio aos alunos, onde os alunos foram transferidos para a Gama Filho, através de transferência interna.

No dia 26 de Fereveiro, o presidente Alex Klyemann Bezerra Porto de Farias foi depor na CPI do Ensino Superior Privado, onde assumiu que a UC e UGF juntas possuem uma dívida de R$ 900 Milhões e uma receita de R$ 11 Milhões. A partir desse dia, ficou comprovado que a Galileo Educacional (GALILEO ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS EDUCACIONAIS S/A) não tinha nenhuma competência administrativa e muito menos interesse na educação superior. Eles estão ROUBANDO o dinheiro das nossas mensalidades, que são pagas com muito suor todos os meses. Uma verdadeira CANALHICE cometida pelo Grupo Galileo aos Estudantes, Professores e Funcionários das duas instituições.

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-fev-28-cpi26.php

http://extra.globo.com/noticias/economia/universidades-privadas-tem-mais-de-1-bilhao-em-dividas-tributarias-trabalhistas-7730305.html

http://oglobo.globo.com/educacao/alunos-protestam-contra-problemas-na-gama-filho-7679608

http://oglobo.globo.com/rio/crise-financeira-poe-em-risco-formacao-de-estudantes-na-gama-filho-na-univercidade-7822817

http://educacao.uol.com.br/noticias/2013/02/26/alunos-de-medicina-da-gama-filho-continuam-sem-saber-onde-farao-aulas-praticas.htm

http://www.opinologo.com.br/2013/02/cade-o-mec.html

http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/search?updated-max=2013-03-11T15:32:00-03:00&max-results=1&start=2&by-date=false

http://extra.globo.com/noticias/economia/alunos-da-gama-filho-da-univercidade-pagam-mensalidade-mas-ficam-sem-aulas-7835214.html


No dia 01 de Março, Alex Porto enviou um comunicado por email para todos os professores com mais uma desculpa pelo atraso nos pagamentos dos salários, colocando a culpa no depoimento prestado na CPI e ao Movimento Estudantil.

Leiam o comunicado na íntegra:
http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/search?updated-max=2013-03-04T23:16:00-03:00&max-results=1&start=5&by-date=false

http://www.opinologo.com.br/2013/03/estudantes-vao-pressionar-o-mec-se.html


Então, no dia 07 de Março, a UniverCidade e Gama Filho deflagraram mais uma greve a partir do dia 11 de  Março.

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-mar-07-univercidade.php

http://www.sinpro-rio.org.br/atualidades/noticias-gerais-2013-mar-08-ugf.php

http://adgfdocentes.blogspot.com.br/2013/03/sem-salarios-sem-aulas-deflagrada-greve.html


http://oglobo.globo.com/educacao/universidade-gama-filho-univercidade-entram-em-greve-7813638?fb_action_ids=385751521522041&fb_action_types=og.recommends&fb_source=aggregation&fb_aggregation_id=288381481237582

http://www.opinologo.com.br/2013/03/professores-da-univercidade-e-da-gama.html


Diante de tanto descaso do Ministério da Educação (MEC), os Alunos da UC e UGF estão se unindo e articulando um pedido de intervenção do MEC nas duas faculdades, com objetivo de retirar a Galileo Educacional da "mantença" das mesmas.

http://www.opinologo.com.br/2013/03/cremerj-pedira-ao-mec-intervencao-na-ugf.html

http://www.opinologo.com.br/2013/03/estudantes-vao-pressionar-o-mec-se.html


http://oglobo.globo.com/rio/deputado-de-cpi-vai-pedir-intervencao-do-mec-na-gama-filho-7834601


http://www.camedugf.com/url-1356270727/crm-apoia-proposta-de-intervencao-da-gama-filho.html


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=m7TJjdqXtUQ


Já existe uma petição pública pedindo a intervenção do MEC:
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=UGF2013


A intervenção consiste em retirar a mantenedora, no caso a Galileo Educacional, por um período determinado pelo MEC, com a possibilidade de volta mediante apresentação de um plano sólido para a mantença das faculdades, coisa que NUNCA existiu por parte da Galileo. Feita a intervenção, o MEC monta uma comissão para administrar a faculdade e faz uma avaliação nas contas da mesma, organizando de  forma a sanar todos os problemas financeiros.
Terminado o período de intervenção, caso a mantenedora não consiga apresentar um plano administrativo consistente e viável, existe uma possibilidade de federalizar as faculdades.

Centro Acadêmico Albert Sabin de Medicina da Gama Filho (Camed) enviou um dossiê para Brasília, que chegou nas mãos do Senador Alvaro Dias (PSDB-PR), contendo dados de supostas irregularidades no curso de Medicina.

No dia 13 de Março, em assembléia da Associação Docente da Gama Filho (ADGF) realizada no campi Piedade, um representante enviado pela Galileo, Marcelo Guimarães, advogado e diretor da Galileo, tentou explicar uma planilha de pagamentos que serviu como proposta aos Propostas. Marcelo, que ficou 3 dias elaborando essa planilha (palavras dele), de onde viriam os recursos para viabilizar a proposta, não conseguiu responder  aos questionamentos dos Professores, enfim, não soube explicar NADA.

Segue a ata da assembléia com detalhes da reunião:
http://adgfdocentes.blogspot.com.br/2013/03/sem-salarios-sem-aulas-galileo-nao.html


Portanto, esses são todos os acontecimentos até hoje que surgiram desde a entrada da Galileo Educacional, que de "educacional" não tem NADA, na mantença da UniverCidade e Universidade Gama Filho, com foco maior da postagem na UniverCidade. Alguns "assuntos pontuais" podem ter sido esquecidos nessa postagem, mas nada que possa interferir na compreensão dos fatos. Caros Alunos, Professores e Funcionários, estamos diante de um verdadeiro DESCALABRO causado pela Galileo Educacional. A situação está em um patamar nunca antes visto, e para que possamos sair vencedores dessa "guerra " precisamos nos unir. A UNIÃO é a "palavra chave" nesse momento. Juntos podemos conseguir expulsar esse "mal" que acabou entrando em nossas faculdades e também nas nossas vidas. Professores e Funcionários, tantos anos de dedicação, aprendizado e amor foram depositados nessas instituições, e vamos ficar olhando tudo isso acontecer?! Não podemos deixar que acabem com nossas faculdades! Unidos vamos vencer! Vejo que essa movimentação de união dos Professores e Funcionários já está começando na UC e UGF.

Aos Professores que ainda continuam a dar aula, mesmo a greve tendo sida deflagrada, eu tenho um pedido a fazer:
Por favor, unam-se ao movimento dos Professores e Alunos, façam com que ele seja GRANDE, COLETIVO, façam parte dessa verdadeira REVOLUÇÃO na história das instituições! Cada um tem sua opinião e posicionamento sobre essa situação, respeito e tenho um carinho e admiração enorme por todos,  são nossos AMIGOS, TIOS, AVÓS e porque não PAIS quando estamos dentro da sala de aula. Nos aconselham, ensinam e educam para tornarmos CIDADÃOS com opinião dentro da sociedade, agentes transformadores dentro de uma empresa e também dentro de nossas famílias. Se não concorda com a greve, por favor, não dê aula. Isso deixa o movimento fraco. Mesmo em greve, alguns alunos que ainda não entendem ou não querem participar da luta, vão a faculdade querendo aula.  Eu peço encarecidamente que o senhor não dê a aula, que não dê em respeito aos outros colegas que estão enfrentando dificuldades por ter a maior parte da sua renda concentrada na UC e UGF, em respeito aos alunos que estão nas ruas brigando contra essa mantenedora SAFADA que está tentando destruir o nosso sonho da graduação e se enriquecendo com o nosso dinheiro. Já estamos cansados de tantas MENTIRAS e HIPOCRISIA desse grupo CORRUPTO

Também gostaria de fazer um adendo em referencia a uma "Nota de Esclarecimento" publicada por nós do DCE UniverCidade:

Caros Professores, quando foi dito que "...O DCE DEIXA CLARO QUE NÃO APOIA A GREVE, POIS ESSA VAI CONTRA OS INTERESSES DO CORPO DISCENTE..." foi na intenção de dizer que a GREVE em si, sem mencionar os motivos que levaram a tal atitude, prejudica os alunos, pois os mesmos desejam ter aulas e a greve significa a interrupção das mesmas. Agora, em MOMENTO ALGUM, EM NENHUMA CONJUGAÇÃO OU TEMPO VERBAL, LOCUÇÃO ADJETIVA OU PREPOSITIVA, SEJA LÁ O QUE FOR, NÃO SOMOS CONTRA os Professores, muito pelo contrário, sempre lutamos por vocês e isso ficou bem claro em todas as manifestações desde a 1° em Janeiro de 2012. Jamais vamos ser contra nossos Mestres. Sabemos de todas as dificuldades enfrentadas por vocês e acredito que mais do que nunca essa luta é tem que ser marcada pela UNIÃO DOS PROFESSORES E ALUNOS. Quando o Professor participa das manifestações juntamente com os Alunos, ela ganha uma força maior ainda, uma motivação acima do normal. Isso é fato. O que nós alunos queremos é que vocês professores participem mais conosco, que compareçam mais as manifestações para quando nós cantarmos "O PROFESSOR É MEU AMIGO, MEXEU COM ELE, MEXEU COMIGO" vocês estejam ao nosso lado ouvindo e cantando junto. Essa afirmação na "Nota de Esclarecimento" pode parecer ambígua, mas o sentido que gostaríamos de ter passado era esse que acabei de explicar. Se não consegui explicar e transmitir a intenção que tínhamos, me desculpem.


Aos Alunos que ainda não conhecem a situação que se encontra as nossas faculdades, acredito que essa postagem possa ser bem esclarecedora, haja visto o tamanho a sua extensão. Eu convido vocês a lutarem conosco, a brigar pelos nossos direitos, pois se VOCÊS não lutarem pelos seus, NINGUÉM irá lutar por eles! Mesmo aqueles que não pagam diretamente, os bolsistas, estão pagando indiretamente através dos impostos. Alunos do Prouni, que estão com medo de perderem suas bolsas por uma possível exposição na mídia, fiquem tranquilos que isso não vai acontecer! Essa bolsa foi conquistada com muito suor e nenhum instituição de ensino pode tirá-las de vocês! Essa luta é de TODOS! Já estamos cansados de tantas mentiras e trocas de reitor e direção. Vamos dar um BASTA nessa situação!

Fica aqui o convite a todos os Estudantes da UniverCidade a participarem da Assembléia Geral dos Estudantes, que irá acontecer hoje, dia 18 de Março na Unidade Piedade da Gama Filho, às 18hs no auditório MR, 8° andar. É de suma importância a presença de todos os estudantes, pois nessa assembléia será decidido os próximos passos do Movimento Estudantil.

Segue o link do evento criado no Facebook para a Assembléia Geral dos Estudantes:
https://www.facebook.com/events/568443733174822/



Meu nome é Rômulo Calista de Sena, 23 anos, cursando o 8° período de Administração na UniverCidade e Diretor Financeiro do DCE Sete de Setembro da UniverCidade.
O meu maior sonho hoje é: Concluir a minha graduação e mandar a Galileo Educacional pra P...............!!!!! (Vocês entenderam)



Como já dizia Rui Barbosa: "Quem não luta pelos seus direitos, não é digno deles"



Perfil do DCE Sete de Setembro no Facebook:
https://www.facebook.com/dce.univercidade
Email do DCE:
dceuc2012@gmail.com


Páginas com informações OFICIAIS sobre a greve:
http://www.opinologo.com.br
http://professorbrasileiro.blogspot.com.br/
http://adgfdocentes.blogspot.com.br/
http://www.sinpro-rio.org.br/home/




"Saudações a quem tem coragem!"